sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009
Casa - Comprar ou Alugar?
Como toda a gente, cresci influenciada pelo ambiente que me rodeava. Pelas ideias, maneiras de estar e de pensar. Das duas uma: ou se concorda com a generalidade das ideias dos nossos pais, e as nossas próprias maneiras de pensar vão mais ou menos ao encontro das deles (aquelas bases que regulam a nossa forma de estar, não coisas simples como gostar ou não de tatuagens), ou então somos uns rebeldes que fazemos tudo ao contrário.

Tudo isto para explicar que sempre fui da opinião que alugar casa é dinheiro deitado à rua. Vamos estar a vida inteira a pagar algo que nunca será nosso? Parece absurdo não? Mas no entanto, ultimamente, dou por mim a pensar que ok, aquela casa nunca será nossa, mas assim como assim se comprarmos uma casa (inevitavelmente com recurso ao crédito bancário) ela também só vai ser nossa ao fim de uns 40 anos... Ok, posso fazer as obras que quiser, à vontade. Mas também... Uma casa comprada é uma espécie de prisão. Se eu alugar uma casa e passados 6 meses me apetecer ir viver para o Algarve, posso ir à vontade! E com uma casa comprada? Fico ali, presa àquela prestação e àquela casa. Não me dá a liberdade de viajar pelo mundo sempre que quiser! Ok, poder posso, mas os 600€ (no mínimo!) vão todos os meses para o banco e eu tenho que dormir nalgum lado (e pagar também essa dormida!).

De maneiras que é isto: toda a gente prefere realmente comprar casa a alugar? Eu já conheço de gingeira as vantagens da casa comprada, quero é saber as vantagens da casa alugada!
 
posted by Papoila at 14:17 | Permalink |


7 Comments:


  • At 06 fevereiro, 2009 16:56, Blogger Nwanda

    Eu conheço ambos os lados.
    Comprei casa própria aos 20 anos, aos 25 vendi. Aos 26 comprei novamente...Nunca o devia ter feito. Foi o ano da minha vida em que mais dinheiro poupei.

    Mas resumindo:
    Casa alugada:
    A renda não aumenta disparatadamente, não pode. Se aumentar podemos sempre procurar uma solução alternativa dentro do nosso orçamento.
    Um cano rebentado, uma janela que isola mal, etc etc, sao problemas que o senhorio tem que resolver do seu bolso.
    Não se paga condomínio. quando o elevador do prédio precisa daquela peça urgente de 4000 euros, não temos que entrar na festa.
    Não se paga contribuição autárquica.
    Não se paga seguro.
    Como bem disseste, podemos mudar quando bem nos apetecer para o outro lado do país.
    Não somos supreendidos com taxas de juro galopantes.
    Se tivermos algum azar na vida e não pudermos pagar a renda..o senhorio fica chateado, é mau...mas não tão grave como num banco, onde se atrasarmos um pagamento ficamos com registo no banco de portugal e com o "nome manchado" em termos de crédito futuro.

    Acho que casa própria é bom quando podemos comprar uma á medida das nossas necessidades futuras, quando se tem 2 filhos e não se planeia ter mais por exemplo. É um bem que fica para eles.
    Agora no meu caso particular, comprar um T1, a 35 anos, que em 2 anos valorizou 0%? Não sei onde tinha a cabeça...

    My 0.02€ :)

     
  • At 06 fevereiro, 2009 17:56, Blogger Ana

    Acho que a(o) Nwanda esplicou o que eu queria dizer:)
    Beijo

     
  • At 07 fevereiro, 2009 13:00, Blogger Papoila

    Pois parece que a minha ideia não é tão disparatada assim.......
    A questão é que para a maioria das pessoas que me rodeia "eu sou mazé maluca! tás a pagar por algo que nunca vai ser teu" e eu penso q se calhar sou mesmo tótó por pensar assim...

     
  • At 07 fevereiro, 2009 13:50, Blogger Hélder

    Neste momento, o mercado imobiliário está numa situação que ninguém adivinha onde vai parar. Muita gente tem perdido dinheiro, há montes de casas novas para vender e ninguém a comprar. Claro que se pode interpretar como uma oportunidade (as crises são sempre oportunidades) para comprar barato porque para o ano as coisas já melhoram, etc... mas nesta fase, acho que ninguém sabe se isso será mesmo assim.

    Não considero uma casa alugada dinheiro deitado ao lixo. Permite-te uma mobilidade e flexibilidade muito superior. Além disso, se a casa para onde vais agora ainda não é tua casa definitiva, por vezes é muito melhor alugar e estar preparado para comprar a qualquer momento. Assim, não tens de vender algo à pressa.

     
  • At 11 fevereiro, 2009 16:06, Anonymous Caminho

    A verdade é que quando comprei a minha 1ª casa, com 22 anos,não me fazia impressão de que ela só fosse mesmo minha daqui a 30 anos. Esta 2ª casa já pensámos um bocado melhor mas resolvemos arriscar: "pq é sempre nossa" "e depois até um dia a podemos vender sem perder muito dinheiro", mas a verdade é que hoje em dia estamos reféns da Euribor, e dos seguros e dos juros que muitas vezes demoram anos sem começarmos a amortizar e começamos a pensar melhor, mas depois lá volta o preconceito de que uma casa alugada não seria um investimento, mas sim uma despesa... e olha, acabamos por ficar quietinhos e ficar onde estamos...

     
  • At 11 fevereiro, 2009 16:07, Anonymous Caminho

    Ah, é verdade... o melhor melhor era ficarmos a morar na moradia dos pais (se eles a tivessem) o que nós não poupávamos!!). É que tivemos 9 meses a viver em quarto emprestado e não imaginas o desafogo com que estávamos todos os meses...

     
  • At 11 fevereiro, 2009 23:06, Blogger calamity jane

    Só te digo, se eu soubesse o que sei hoje!... Estou desalmada por vender a minha, porque ainda por cima, neste momento estou a pagar duas prestações ao banco - só juros - e não adianto um milímetro à minha dívida. E para pagar a estes chulos, não sei se não preferia pagar a um senhorio...
    (by the way, se alguém estiver interessado num pequeno T3 em campolide... heheheh)